No ano 2000, cansados de verem o descaso com que o samba - o gênero musical nacional por excelência - vinha sendo tratado pelas autoridades culturais e pela indústria do disco de maneira geral, três músicos (Cláudio Jorge, Marcellinho Moreira e Wanderson Martins), um produtor (Paulinho Albuquerque) e o proprietário de um dos melhores estúdios do Rio de Janeiro (Guilherme Reis) se juntaram e resolveram constituir uma gravadora que se especializasse - como eles - no samba produzido nesta cidade.

E começaram por uma produção bastante simbólica: "Os Meninos do Rio". Esse disco reunia a nata dos compositores egressos das grandes escolas de samba, mais precisamente, Dona Ivone Lara, Elton Medeiros, Campolino, Aluizio Machado, Monarco, Jair do Cavaquinho, Nelson Sargento, Jurandir da Mangueira, Dauro do Salgueiro, Luiz Grande, Niltinho Tristeza e Baianinho.

Em seguida, completando o objetivo da nova gravadora, que não pretendia registrar apenas a obra dos grandes criadores do samba, foi lançado o disco "Coisa de Chefe", de Cláudio Jorge, mostrando que, ao lado da preservação e exaltação dos sambistas mais tradicionais, a Carioca Discos também aponta para o futuro do gênero.

Hoje, os sócios são Cláudio Jorge, Paulinho Albuquerque e Guilherme Reis.


CLÁUDIO JORGE

Nascido na Boca do Mato, Rio de Janeiro, em 1949, Cláudio Jorge já atuou em vários setores da atividade musical brasileira, tendo iniciado como violonista de importantes artistas da Velha Guarda, tais como Ismael Silva e Cartola.

O violao de Cláudio Jorge já abrilhantou discos e espetáculos de praticamente todos os grandes artistas brasileiros, principalmente na area do samba, tendo atuado em estudios e palcos ao lado de Roberto Ribeiro, Clementina de Jesus, Nelson Cavaquinho, Mestre Marçal, Johnny Alf, Martinho da Vila, Beth Carvalho, Paulinho da Viola, Ivan Lins, Sivuca, e muitos outros. Integrou o grupo Choro Elétrico, com Alceu Maia, Ivan Machado e Paulinho Black e a banda Batacotô, ao lado de outros grandes músicos brasileiros, tendo participado, durante muito tempo, da banda do grande baixista Luizão Maia.

Considerado o melhor violonista de samba do país, tem também uma louvável carreira como produtor, contando, entre suas melhores produções os discos "Sincopando o Breque", de Nei Lopes e "Luz do Vencedor", com Luiz Carlos da Vila sobre a obra do grande Candeia.

Paralelamente a sua carreira de músico, intérprete, compositor - gravado por alguns dos mais representativos artistas brasileiros - e arranjador, Cláudio Jorge é ainda um dos sócios da gravadora Carioca Discos, ao lado de Guilherme Reis e Paulinho Albuquerque. Recebeu a indicação para o prêmio Grammy Latino 2002 por seu disco "Coisa de Chefe", na categoria de "melhor disco de samba".


GUILHERME REIS

Também carioca, engenheiro, um dos mais competentes técnicos de gravação do país, proprietário do Discover Studio, que já foi agraciado com diversos prêmios de qualidade pela crítica especializada, Guilherme formou-se na grande escola dos grandes engenheiros de som da antiga Odeon e RCA, tendo gravado artistas consagrados como Clara Nunes, Elis Regina, Roberto Ribiro, Paulinho da Viola, Ivan Lins, Gonzaguinha e muitos outros.

Profundamente ligado ao samba e às coisas do Rio de Janeiro, Guilherme é a garantia da Carioca Discos pela excelente qualidade técnica de seus produtos. Além de um dos melhores profissionais do ramo, Guilherme Reis possui outra vantagem: é um mestre na arte e técnica de gravação, tendo formado diversos profissionais jovens dos quais se vale a Carioca Discos para registrar seus discos.


PAULINHO ALBUQUERQUE

Carioca, produtor de discos, diretor de espetáculos, curador do Free Jazz Festival, em todas suas edições, e do Tim Festival, Paulinho tem trabalhado durante todos esses anos com a nata da MPB, tendo participado da produção de discos de Ivan Lins, Djavan, Nei Lopes, Fatima Guedes, Guinga, Toque de Prima, Rosa Passos e muitos outros.

Recebeu o prêmio Sharp de direção pelo espetáculo "Awa Yiô", com Ivan Lins & Batacotô e o mesmo prêmio Sharp pelo disco "Cheio de Dedos", do artista Guinga. Recentemente, recebeu o prêmio Caras pelo "Melhor Projeto Especial"com o disco "Os Meninos do Rio", prêmio Rival-BR 2002 com o disco "Cine Baronesa" (Guinga) e teve indicações para o prêmio Grammy Latino na categoria de melhor disco de samba em 2002, com "Coisa de Chefe" (Cláudio Jorge) e em 2003, pelo disco "Primeira Dama" (Leandro Braga). Tem um extenso currículo de serviços prestados à música popular brasileira.


Cláudio Jorge, Guilherme Reis e Paulinho Albuquerque

Envaidecida e estimulada por diversos prêmios e indicações recebidos, a Carioca Discos pretende ajudar a contar um pouco da história do samba produzido no Rio de Janeiro, pautando seu trabalho na qualidade do material gravado e no apuro técnico e artístico que dedica a suas produções.

Endereço:
Rua Engenheiro Pena Chaves 39, apto.301
Jardim Botânico - Rio de Janeiro
CEP 22460-090
Tel: (021) 2540 0704
Fax: (021) 2274 3455
cariocadiscos@cariocadiscos.com.br


ugg montr¨¦al timberland montreal moncler canada canada goose montreal ugg canada woolrich canada belstaff motorcycle jackets moncler vancouver barbour jacket duvetica canada uggs canada peuterey jacket woolrich parka timberlands canada parajumpers gobi timberland boots women duvetica outlet parajumpers outlet moncler canada timberland boots